O Tribunal de Justiça determinou que a Câmara de Sorocaba (SP) volte a pagar o salário do vereador afastado Marinho Marte (PPS).

Na decisão, publicada na última sexta-feira (01/11), o desembargador Coimbra Schmidt alega que a suspensão do pagamento é contrária ao que prevê a lei de improbidade administrativa e que o salário tem natureza alimentar.

Marinho Marte teve o pagamento suspenso em agosto, quando a Câmara acatou uma recomendação do Ministério Público.

O parlamentar é acusado de improbidade administrativa por suposta cobrança de mensalinho de ex-funcionários do gabinete. Por isso, foi afastado do cargo em março do ano passado.

Em nota, o presidente da Câmara dos Vereadores, Fernando Dini, informou que a decisão do TJ chegou via e-mail depois do expediente do Legislativo e que vai encaminhar para avaliação da Secretaria Jurídica.

Zero Hora News (A informação que faz a informação)