Teixeira de Freitas: Após o Tribunal de Contas dos Municípios ter desmentido a exigência de realização do concurso público da Câmara de Vereadores de Teixeira, concurso esse com indícios de irregularidades na contratação da empresa MSM Consultoria e Projetos Ltda que tem como um dos proprietários o ex-vereador da cidade mineira de Teófilo Otoni, e agora empresário, Sr. Detsi Gazinelli Júnior (PSDB), agora é a vez da Câmara dos Deputados, através da Rede Legislativa de Rádio, também desmentir a exigência e colocar por terra a falsa argumentação do edil.

Vale lembrar que o Presidente da Casa, Sr. Agnaldo Teixeira Barbosa (PR), conhecido pela alcunha de Agnaldo da Saúde, “as pressas” e no fim do mandato frente aquele Casa Legislativa tenta realizar um concurso público e para isso utiliza do argumento que o concurso público atendia uma exigência imposta através de um termo de ocorrência do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), também do Ministério Público da Bahia que teria supostamente instaurado inquérito para isso, bem como a exigência da Câmara dos Deputados por causa do projeto de consignação que a Câmara Municipal mantém com o órgão por causa da concessão pública da Rádio Câmara FM.

Primeiramente nossa reportagem entrou em contato com o TCM que através de nota oficial emitida pela assessoria de comunicação do órgão desmentiu a farsa, agora nossa reportagem entrou em contato com a Rede Legislativa de Rádio da Câmara dos Deputados para verificar se houve exigência de realização de concurso público pelo fato da Câmara de Vereadores teixeirense deter outorga de concessão pública da Rádio Câmara FM, que notadamente é utilizada para favorecer a imagem de Agnaldo da Saúde, através de matérias no portal oficial e na rádio oficial, que é gerida por apadrinhados de Agnaldo e assim utilizando de um verdadeiro aparato estatal para tentar emplacar uma candidatura à prefeito de Teixeira de Freitas.

Em contato com a Rede Legislativa de Rádio e TV, através da gestora Ana Flávia Sá, a nossa reportagem foi informada que a Rede Legislativa “NÃO ENTRA NESSA QUESTÃO” de obrigação de realização de concurso público e nem muito menos determina. Com mais essa confirmação, esse é o segundo órgão que desmente o Presidente da Casa, Agnaldo da Saúde, sobre uma suposta exigência de realização de concurso público na Câmara Municipal, realizado “na correria” no fim do mandato do edil.

Ouça áudio da Rede legislativa de Rádio e TV:

 

Uma pergunta que fica no ar, porque teria Agnaldo mentido a população quanto a exigência de concurso público por parte dos dois órgãos anteriormente citados, e que veementemente negaram a exigência, outra pergunta a ser feita, a quem interessa um concurso realizado com uma empresa que o proprietário foi preso por supostamente pertencer a uma organização criminosa que fraudava concursos no norte do Espírito Santo?

Essa semana nossa reportagem estará no Ministério Público em Teixeira de Freitas para confirmar ou não se aquele órgão exigiu a realização do concurso e apresentar documentos que comprovam indícios de irregularidades e favorecimento à empresa MSM Consultoria e Projetos Ltda. Na quinta feira, com recursos próprios, nossa reportagem acompanhará a Comissão de vereadores composta pelos edis, Marcílio Goulart (PT), Sargento Berg (PSDB), Ronaldo Baitakão (PSC) que irão até a cidade de Teófilo Otoni/MG verificar a capacidade operacional da empresa, também confirmaram presença, a Vereadora Erlita de Freitas (PT) e o Vereador Marcelo Belitardo (PHS), estes dois últimos irão por conta própria para também realizarem a fiscalização. 

A equipe do Zero Hora News continuará apurando os indícios de irregularidades na contratação da empresa para realizar o concurso da Câmara de Vereadores de Teixeira de Freitas.

Da Redação Zero Hora News