O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) venceu na Justiça um processo movido pelo candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) que pedia para o psolista parar de fazer comentários pejorativos sobre ele. A decisão é 12ª câmara Cível do TJ/RJ.

O presidenciável processou o deputado por danos morais em 2017, após uma entrevista em que Wyllys o chamou de "fascista", "desonesto", "canalha", entre outros. Além disso, o psolista imputou a Bolsonaro a prática de crimes como lavagem de dinheiro e prática de caixa dois.

Jair Bolsonaro processou Jean Wyllys por danos morais, por causa de uma entrevista concedida pelo deputado em 2017 quando, na ocasião, ele falou que o presidenciável é fascista, desonesto, nepotista, entre outros.

Bolsonaro e Wyllys são inimigos políticos de longa data. Os dois, inclusive, já protagonizaram debates acalorados em diversas ocasiões, sendo o mais conhecido deles na época da votação do impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.

Zero Hora News(A informação que faz a diferença)