Menos de um mês após receber com um churrasco a visita de Jair Bolsonaro em sua propriedade em Goianápolis, Amado Batista deve depor nos próximos dias sobre a prisão em flagrante de um vereador do município, na sexta-feira (09/08), que dirigia um trator de esteira da prefeitura em uma obra na fazenda do cantor.

“Quem deveria estar fazendo o trabalho de fiscalizador, estava em total desvio de função, executando a obra”, disse o delegado Rodrigo Arana, que não revelou o nome do vereador para “não atrapalhar as investigações”.

Por telefone à TV Anhanguera, o cantor Amado Batista disse que pediu ao prefeito Francisco de Moraes (PTN) o trator para realizar a obra porque sabia que esse empréstimo estava previsto em lei. A Assessoria do cantor disse que caberia à prefeitura dar explicações sobre a obra.

Amado Batista e representantes da prefeitura foram intimados a depor. O vereador foi liberado após o pagamento de fiança de R$ 10 mil.

Zero Hora News (A informação que faz a diferença)