O vereador Wander David (PCdoB) foi preso na madrugada deste último sábado (30/03) suspeito de agredir o suposto amante da esposa dele em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. Conforme apurou a Polícia Civil, o político invadiu a casa da vítima, onde encontrou o homem e a mulher dele, por isso bateu no homem.

A assessoria do político informou, através da assessoria da Câmara de Vereadores de Senador Canedo, que “vão aguardar as investigações e julgamento do caso pela Justiça, e no momento não vão se manifestar”.

A própria Casa afirmou que também “irá aguardar o resultado das investigações para saber o que ocorreu de fato para então se posicionar”. O órgão também informou que “não compactua com nenhum tipo de violência, principalmente contra a mulher”.

O delegado Álvaro Melo, plantonista que atende o caso, contou que o vereador foi preso em flagrante e negou ter agredido o homem. No entanto, relatos de testemunhas apontam o contrário.

“Segundo apurado, a vítima e a esposa do vereador estavam bebendo cerveja na casa dele. Uma testemunha disse que flagrou eles na cama. O vereador ficou sabendo, invadiu a casa com mais dois caras, que seguraram a vítima enquanto o vereador o agredia”, disse.

Ainda de acordo com o investigador, a esposa do político também denunciou ter sido agredida por ele. O político está preso por lesão corporal, ameaça e dano, já que quebrou algumas coisas ao entrar na casa da vítima.

Zero Hora News (A informação que faz a diferença) com informações G1