Imprimir

O vereador de Dores do Indaiá, Aurivaldo Donizette da Silva (PHS), conhecido como Pedro do Sindicato, foi preso por importunar sexualmente um jovem, de 18 anos, com problemas psiquiátricos na manhã da última terça-feira (26/03).

A equipe de reportagem  tentou entrar em contato com a delegada responsável pela cidade, Franciane Ribeiro, para saber se ele será acusado por estupro e foi informado de que o delegado de Morada Nova de Minas, Edilson Carlos Lima Corrêa Júnior, é o delegado de plantão responsável por Dores do Indaiá. No entanto, a reportagem não conseguiu falar com ele nos telefones das Delegacias de Dores do Indaiá e de Morada Nova de Minas até a publicação desta matéria.

A reportagem também procurou a Câmara de Dores do Indaiá, mas as ligações não foram atendidas.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o vereador entrou em um salão de beleza, cujo dono é a vítima, no Bairro São Sebastião e pediu para ir ao banheiro. Após entrar no local, Aurivaldo chamou o jovem até a porta do banheiro.

A vítima relatou à PM que o vereador sempre comparece ao local e nunca havia tido nenhuma atitude desrespeitosa com ele. Quando o jovem chegou à porta do banheiro, o vereador estava segurando o órgão genital e chamou o jovem para entrar no banheiro com ele, afirmando que “seria só um pouquinho”, conforme o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds).