Patrocinadora oficial da seleção brasileira, a Mastercard suspendeu uma propaganda com Neymar que seria veiculada durante a Copa América. O motivo para a suspensão da campanha são as acusações de estupro que envolvem o jogador.

Segundo a Folha de S. Paulo e o Extra, a marca divulgou uma nota oficial confirmando o caso. De acordo com a Mastercard, a campanha está suspensa “até que o assunto seja resolvido”. Embaixador da marca, Neymar seria o garoto propaganda de uma das ações da bandeira de cartões de crédito. 

“Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido”, disse a marca em nota.

Ainda de acordo com a reportagem da Folha, outras marcas também já demonstraram preocupação sobre o caso envolvendo o jogador. A Nike disse que está “profundamente preocupada”. “Estamos profundamente preocupados com essas acusações e seguimos acompanhando de perto a situação”, disse a marca. O contrato atual de Neymar com a Nike, assinado em 2011, vai até 2022.

Fora da Copa América

O atacante foi cortado da seleção brasileira na madrugada desta quinta-feira (6), depois de exames apontarem rompimento no ligamento do tornozelo direito. A lesão aconteceu no primeiro tempo da vitória por 2 a 0 sobre o Qatar.

Neymar foi direto do estádio Mané Garrincha para um hospital em Brasília, onde recebeu a visita do presidente da república, Jair Bolsonaro. A CBF anunciou o corte às 2h10 da manhã.

 Zero Hora News (A informação que faz a diferença)