Acostumado a andar na parte de trás do grid com a Williams, George Russell teve um gostinho diferente nesta quarta-feira. A bordo de uma Mercedes (Russell é piloto reserva do time alemão), o britânico fez o melhor tempo dos dois dias de testes do Bahrein, com 1m29s029, superando a marca de terça-feira de Max Verstappen (1m29s379). Com a Flecha de Prata, Russell ainda completou 101 voltas, quase a distância de dois GPs no Circuito de Sakhir.

Em seu encalço, Russell teve a Racing Point de Sergio Pérez a apenas 0s066. O mexicano não teve um dia tão proveitoso, já que se revezou com o companheiro Lance Stroll no comando do carro, e completou 60 voltas. Sebastian Vettel foi o terceiro mais veloz, com diferença de 0s290 para o líder. O alemão, junto com Russell, foi um dos pilotos que completou mais de uma centena de voltas, com um total de 102.

Mick Schumacher, o segundo melhor da terça-feira, com a Ferrari, ficou com o sexto lugar nesta quarta com a Alfa Romeo. O alemão completou um total de 70 voltas. Pietro Fittipaldi, que estreou de surpresa no primeiro dia de testes, voltou a pista hoje e terminou o dia com o 12º melhor tempo e 48 voltas completas.

dia de testes da F1 no Barein terça-feira, com a Ferrari, ficou com o sexto lugar nesta quarta com a Alfa Romeo. O alemão completou um total de 70 voltas. Pietro Fittipaldi, que estreou de surpresa no primeiro dia de testes, voltou a pista hoje e terminou o dia com o 12º melhor tempo e 48 voltas completas.

O último dia de testes teve a estreia de Dan Ticktun, rival de Schumacher na Fórmula 3 Europeia em 2018, pela RBR. O britânico é preparado pela equipe austríaca para em breve estar na F1, mas ainda faltava pilotar os carros atuais. Ticktun fez o nono tempo, mas completou 134 voltas, quase o dobro do que fez Schumi nesta quarta-feira.

Zero Hora News (A informação que faz a diferença)