O período de pré-temporada costuma ser aquecido por especulações sobre chegadas e saídas de atletas dos clubes brasileiros. E o Bahia é um deles. Na noite dá última  quarta-feira(10/01), em conversa com a equipe de reportagem , o vice-presidente do Tricolor, Vitor Ferraz, falou sobre alguns dos rumores que têm circulado a respeito de contratações da equipe baiana.

Entre eles, a possibilidade de contratação do lateral-esquerdo Moisés, que pertence ao Corinthians. O jogador passou pelo Fazendão em 2016, emprestado pelo Corinthians, e deixou boas lembranças. Como a ala esquerda é um dos setores mais carentes do Bahia, a possível chegada do atleta a Salvador passou a ser especulada  e não foi totalmente descartada por Vitor Ferraz. À reportagem, o dirigente revelou que considera o perfil do jogador interessante, mas despistou ao dizer que o clube também conversa com outros atletas.

 Moisés é um atleta que teve uma passagem boa pelo Bahia. A torcida gosta muito dele. É um atleta interessante. Agora... São muitos atletas que a gente conversa, que a gente avalia a possibilidade. É uma série de circunstâncias esportivas e financeiras que precisam ser avaliadas. A gente está conversando com diversos atletas para tentar buscar, que realmente é uma carência que a gente tem, a lateral esquerda - afirmou, durante o evento de lançamento do Campeonato Baiano.

Mas nem só de chegadas vive um clube, e a saída do meia Ramires, que chamou atenção do Brasil no fim da temporada passada, também povoa noticiários nacionais. Propostas, no entanto, ainda não chegaram. É o que garante Ferraz, que negou que tenha recebido propostas do Corinthians pelo jogador.

- Não houve nenhum tipo de oferta formal. O que há, sim, é muita especulação, muita conversa, o que é normal no mercado. Ainda mais se tratando de um atleta com as características de Ramires, chamando atenção como ele está. Mas, neste momento, a gente está apenas aguardando e conta com o atleta em nosso elenco assim que ele retornar da Seleção Brasileira - disse.

Outro atleta que tem parte dos direitos ligados ao Bahia é o goleiro Jean, que foi negociado com o São Paulo. Nas tratativas, o Tricolor baiano manteve 30% dos direitos do jogador e, segundo Vitor Ferraz, não pretende vendê-los.

 São especulações que surgem na imprensa. A gente nem comenta, porque são circunstâncias que a gente nem sabe como surgiram. Então o Bahia tem o percentual, é um atleta que é virtuoso, que tem um futuro promissor pela frente. E, por enquanto, é um ativo que o clube mantém. Não tem nenhum tipo de tratativa neste sentido - assegurou.

Zero Hora News(A informação que faz a diferença)