Em todo o mundo, 5,1 bilhões de pessoas utilizam algum tipo de aparelho celular, segundo o relatório Economia Móvel 2019, da empresa de análise GSMA.

O número de usuários desses dispositivos equivale a cerca de 67% da população mundial.

Ainda de acordo com o relatório, o crescimento, no entanto, vem desacelerando. A expectativa é de que o número de pessoas que utilizam o serviço chegue a 5,8 bilhões até 2025, o que seria equivalente a 71% da população mundial.

O relatório aponta também que a Europa detém o maior percentual de celulares, com 85%. Em seguida aparecem Comunidade dos Estados Independentes (80%), América do Norte (83%), América Latina (67%), Ásia e Pacífico (66%), Oriente Médio e Norte da África (64%) e África Subsaariana (45%).

Internet móvel

O número de usuários de internet móvel chegou a 3,6 bilhões no ano passado, ou 47% da população mundial. Acredita-se que esse número deve subir cerca de 5% ao ano, chegando a 5 bilhões em 2025.

O crescimento deve ser impulsionado pelos smartphones, que no ano passado representavam 60% dos dispositivos móveis em funcionamento. A GSMA estima que, em 2025, os smartphones representem 80% do total da base de aparelhos celulares. O Brasil deve totalizar neste ano 204 milhões de smartphones em funcionamento.

A economia móvel gerou, no ano passado, US$ 3,9 trilhões em contribuições para o conjunto da economia, ainda segundo o relatório da GSMA.

Zero Hora News (A informação que faz a diferença)