O jornalista Leonardo Vieira, editor executivo do site The Intercept Brasil, responsável pelo vazamento de conversas envolvendo o ministro da Justiça Sérgio Moro, revelou em entrevista que existem “centenas de áudios” compartilhados em conversas do Telegram.

“Temos centenas de áudios com as vozes das pessoas que estão agora dizendo que tiveram conversas adulteradas. Então é só isso que eu tenho a dizer. E eles, dirão que é a voz do Adnet?”, ironizou para o site da revista Carta Capital.

De acordo com ele, são milhares de páginas de conteúdo de conversas privadas e grupos obtidas pelo site. A revelação de todo o material “de interesse público” levará meses para se esgotar.

“Pegue como exemplo a reportagem sobre o grupo de procuradores da Lava Jato em Curitiba trocando mensagens na hora em que Lula tem autorização para dar entrevista a Monica Bergamo (Folha de S.Paulo). Apenas aquele grupo gerou cerca de 1.700 páginas de transcrição”, falou.

“Não tenho como estimar [se levará todo o resto do ano], mas sem dúvida é um trabalho de meses, muitos meses pela frente”, afirmou.

Zero Hora News (A informação que faz a diferença)