Após quase 50 anos, o ex-prefeito de Vila Velha, Hugo Ronconi, de 84 anos, terá o seu mandato de volta. A Câmara Municipal aprovou por unanimidade, ontem, a restituição simbólica de Ronconi ao cargo, do qual foi cassado em 1969, durante a ditadura militar e quando tinha 35 anos de idade. “Uma fortuna deixo para os meus filhos e netos, que é o restabelecimento da minha honradez”, disse Ronconi, emocionado.

Crítico ao regime militar na época, o ex-prefeito foi deposto por não ter atendido a um pedido do Exército para iluminação da entrada do local que hoje é o 38º Batalhão de Infantaria (38º BI).

“Era muito dinheiro (a iluminação). Não podia colaborar com nada daquilo. A prefeitura tinha que atender muita gente pobre e não tinha como resolver problema do Exército, que teria que receber dinheiro federal não de uma prefeitura com dificuldades”, explicou Ronconi.

O descumprimento da ordem do Exército fez com que o ex-prefeito perdesse mais do que o mandato. Ele também deixou de exercer a profissão de origem: tabelião. Hugo teve então que se transformar em vendedor de perfumes para poder sustentar a família.

“Tive meus direitos políticos suspensos e não havia defesa na época. Com isso, também não poderia trabalhar em órgão público. Só em 1979, com a Lei da Anistia, pedi a reversão”, conta.

Perguntado pela reportagem o que ele pensa sobre aqueles que afirmam hoje em dia que a ditadura não existiu, ele disse: “Havia ditadura, sim. E jamais vou apoiar”.

O vereador Heliosandro Mattos (PR), que propôs o projeto que devolve o cargo simbolicamente a Hugo Ronconi, disse que a Câmara faz justiça a uma dívida histórica. “A Câmara que homologou o afastamento dele naquela época, hoje aprovou por unanimidade a suspensão deste ato desatinado do passado”, afirma.

No dia 20 de maio, às 19 horas, na sessão em comemoração aos 484 anos de colonização do solo espírito-santense, será entregue a Hugo Ronconi o decreto legislativo que susta sua cassação. Além de Heliosandro, assinam o prefeito Max Filho (PSDB) e o presidente da Câmara, Ivan Carlini (DEM).

Zero Hora News (A informação que faz a diferença)