O ministro da Educação, Ricardo Vélez, tentou atender a um pedido do presidente Jair Bolsonaro ao ordenar que crianças fossem filmadas cantando o hino após a leitura de carta que terminava com o slogan da campanha presidencial.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, Bolsonaro havia recomendado a exaltação de “símbolos pátrios”, mas a cúpula do MEC reconhece que Vélez exagerou na dose.

Zero Hora News (A informação que faz a diferença)